Descubra a diferença entre Averbação e Registro de Imóveis


Postado: 27/06/2019

Muita confusão ainda é enfrentada ao discutirmos os termos Averbação de Imóvel e Registro de Imóvel.

Maior ainda se incluirmos os termos: Matrícula, Registro e Averbação nas negociações imobiliárias.

Neste artigo, o foco é na questão da Averbação e do Registro do Imóvel.

Para saber a diferença entre Matrícula e Registro de Imóvel, acesse o artigo sobre o tema clicando aqui .

O Registro de Imóveis é um documento que fica arquivado no Cartório de Registro de Imóveis, e a Averbação é uma anotação de alguma alteração ocorrida, seja em relação ao imóvel ou seu proprietário.

Pela definição do dicionário, Averbação é "o ato ou efeito de averbar, anotar, registrar."

A Averbação é um "acessório" do Registro de Imóveis, porque atualiza a real situação do imóvel, constando reformas significativas, construções, demolições, e também penhoras, hipotecas, arrestos, financiamentos bancários, ações possessorias (usucapião, reintegração de posse), etc.

Também necessita-se realizar a Averbação em alguns casos de casamento e/ou divórcio, ou ainda inventário.

Outro exemplo é a compra de um terreno, que no decorrer dos anos construiu-se uma ou mais casas.

No Registro de Imóvel consta apenas o terreno, assim será necessário realizar a Averbação da (ou das) casa (s) construída (s).

Todas essas situações estão sujeitas a Averbação.

O art. 167, II, da Lei de Registros Publicos expõe vinte e uma situações que devem ser averbadas, porém no artigo 246 da mesma Lei, há previsão de que poderão ser averbadas as subrogações e outras ocorrências que, por qualquer modo, alterem o registro.

A principal função da Averbação é tornar pública as alterações relacionadas ao imóvel e seu Registro, trazendo segurança jurídica e eficácia ao ocorrido.

O procedimento é feito no Cartório de Registro de Imóveis responsável pelo imóvel, normalmente na mesma cidade em que está localizado o imóvel.

Isso permite constatar quem é o proprietário legítimo, as condições reais do imóvel, tipo de construção ou a existência de dívidas pendentes.

CONCLUSÃO

Toda e qualquer alteração que venha ser realizada no imóvel precisa ser adicionada ao Registro do Imóvel, para assim mante-lo com todas as informações atualizadas, garantido segurança e eficácia jurídica.

Frisa-se, ainda, que alguns transtornos ocorrem no momento da compra e venda de um imóvel que não esteja com a averbação em dia (alguns bancos não financiam imóveis com pendências na Averbação).

Consulte sempre um Corretor de Imóveis habilitado para garantir uma negociação segura e evitar futuros transtornos!

Fonte: Jusbrasil